Currículo

JULIANA STRINGHINI

(Curitiba, 1979 / Vive e trabalha em Florianópolis) 

 Artista multimídia, dedicada a projetos envolvendo fotografia, instalações, vídeos e performances. Graduou-se em comunicação audiovisual no International Fine Arts College de Miami (2001-2005). Entre 2001 e 2007, residiu em Miami e atuou como assistente do fotógrafo Nick Garcia e do escritório Clear Channel, em projetos de produção musical. 

 Em 2019 realizou a exposição individual Introspecçõesna Galeria Pedra, em Florianópolis, SC e integrou a mostra coletiva Le delicate storie dell’arte del cambiamento, na PaviArt em Pavia, Itália. Neste ano participa também da seleção de diversos festivais internacionais tais como, o Labora Photo Prix Madridexpondo na semana da ARCO na HYBRID – International fair for emerging Arte posteriormente no Spain Moving Images Festival 2019(SMIFF) ambos em Madri, Espanha; participa ainda do Art Quake Kyoto 2019 (Creativity Biennale of Art Exhibitions & Film Festival) e do Splice Film Fest 2019, no Brooklyn, NYC, USA.

 Durante dois anos desenvolveu uma pesquisa fotográfica em diversas cidades no Brasil, Argentina e Peru, que resultou na exposição individual Transborda, apresentada no Instituto Internacional Juarez Machado (Joinville, 2017) e no Museu da Escola Catarinense (Florianópolis, 2018). Em 2018 realizou Powder Rape, uma exposição individual no O Sítio– Espaço de Arte, em Florianópolis, Santa Catarina. 

 Também em2018 fez parte da coletivaDesterro Desaterro– Arte Contemporânea em Santa Catarina, no Museu de Arte de Santa Catarina. Participa ativamente do circuito internacional de videoarte integrando aseleção oficial dos festivais:Indie Best Films Festival(California, EUA),Wunderground Film Festival(Kemzeke, Bélgica),Amarcord Arthouse television & video awards(Chicago, EUA),International Video Art Festival(Launceston, Tasmania),Arthouse Asia(Calcutá, Índia) eSwitzerland International Film Festival(Berna, Suíça), todos em 2018.